24 de fevereiro de 2017


Certamente, o sonho de todos os apaixonados é o “viveram felizes para sempre” como os finais felizes dos filmes da Disney, mas na vida real o roteiro é bem diferente e os relacionamentos não trazem consigo manual de instruções, desse modo, o tão sonhado “felizes para sempre” para alguns parece desafiador e para outros tantos se torna impossível, espelho disso é o dado nacional mais recente do IBGE, de 2015, onde o número de divórcios ao ano no Brasil cresceu 160% em 10 anos, de 130,5 mil, em 2004, para 341,1 mil em 2014.

Casais que no altar, diante de amigos e familiares trocaram alianças e votos de amor e fidelidade agora trocam agressões verbais, físicas e traições! O que houve? O amor acabou? Impossível! O amor jamais acaba.

O amor tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. 1 Coríntios 13.7

Relacionamentos, casamentos, são como os alimentos que se preparam todos os dias, não podem faltar, nosso organismo precisa dos alimentos e seus nutrientes para manter-se sadio, do contrário, enfraquecemos e adoecemos, e o prato principal, é claro, é sempre o amor, este como qualquer alimento, necessita de ingredientes, pois são estes que lhe dão sabor e sustância.

O amor jamais acaba, o que acaba são os atos de gentileza, a admiração, os abraços inesperados, a compreensão, o respeito recíproco, o cuidado, o zelo pelo outro, o diálogo, a paciência e a confiança, são estes os ingredientes que formam o amor que alimenta um relacionamento e o torna forte, sadio e duradouro. Adicione-os ao seu relacionamento e sejam felizes para sempre.

Na fé. Sempre!
Pastor Régis Castro

0 comentários:

Postar um comentário

Subscribe to RSS Feed Follow me on Twitter!