26 de agosto de 2014


SETE DIAS NA CÂMARA NUPCIAL


O noivo levava a noiva para o quarto de núpcias, onde ficariam durante sete dias. O amigo do noivo ficava esperando do lado de fora, à porta do quarto. Quando o casamento era consumado, o noivo contava ao amigo que estava à porta, e o amigo saía anunciando aos convidados que estavam reunidos. Os convidados celebravam durante sete dias até que a noiva e o noivo saíssem do quarto de núpcias.

A PARTE QUE JESUS CUMPRIU: 

Sete dias na câmara nupcial


A antiga escatologia judaica ensinava que um período de sete anos de angústia viria sobre a terra antes da vinda do Messias. Durante esse período de angústia, os justos seriam ressuscitados e entrariam na câmara nupcial, onde estariam protegidos. Hoje, esse período de sete anos é conhecido como a Grande Tribulação.

AS BODAS


Após sete dias na câmara nupcial, a noiva e o noivo saíam para participar de uma festa com amigos e familiares. Havia muita alegria e celebração durante essa festa. A festa concluía a celebração do casamento.

A PARTE QUE JESUS CUMPRIU: 

As bodas


Assim como a noiva e o noivo comemoravam com um alegre jantar de casamento, Jesus e a Sua noiva, a Igreja, vão celebrar o casamento. 

E ouvi como que a voz de uma grande multidão, e como que a voz de muitas águas, e como que a voz de grandes trovões, que dizia: Aleluia! Pois já o Senhor, Deus Todo-Poderoso, reina. Regozijemo-nos, e alegremo-nos, e demos-lhe glória, porque vindas são as bodas do Cordeiro, e já a sua esposa se aprontou. E foi-lhe dado que se vestisse de linho fino, puro e resplandecente; porque o linho fino são as justiças dos santos. E disse-me: Escreve: Bem-aventurados aqueles que são chamados à ceia das bodas do Cordeiro. 
Apocalipse 19.6-9

Acompanhe as outras mensagens desta série:


0 comentários:

Postar um comentário

Subscribe to RSS Feed Follow me on Twitter!