12 de julho de 2014


A idolatria não está apenas na veneração de imagens de papel, metal, madeira, gesso ou barro, esculpidas por mãos humanas, a exemplo do bezerro de ouro que os filhos de Israel fizeram para adorarem.

E ele os tomou das suas mãos, e trabalhou o ouro com um buril, e fez dele um bezerro de fundição. Então disseram: Este é teu deus, ó Israel, que te tirou da terra do Egito. Êxodo 32.4

A idolatria tem múltiplas formas e todas elas agridem a Deus, há quem idolatre imagens de escultura, mas também há aqueles que idolatram artistas, jogadores, os filhos, o marido, a esposa, a si mesmos, a sua posição social, o dinheiro, etc.

É bom saber que todos os casos de idolatria tratam-se de substituir o Criador pela criatura, exceto no caso daqueles que veneram bens materiais, dinheiro e/ou sua posição social, pois estes trocam o Criador por perecíveis bens materiais que a ferrugem e a traça corroem e os ladrões roubam, assim a agressão a Deus chega a seu extremo.

No mundo moderno e globalizado em que vivemos idolatria não são mais bezerros de ouro, idolatria é tudo aquilo que colocamos em 1º lugar na nossa vida, pois substitui um lugar que deve ser exclusivamente de Deus, daí a razão do apelo do Apóstolo João:

Filhinhos, guardai-vos dos ídolos. 1 João 5.21

Veja esse vídeo e entenda por que idolatria não são mais bezerros de ouro e nem apenas imagens de escultura.

Na fé, Sempre!
Pastor Régis Castro

Categories:

0 comentários:

Postar um comentário

Subscribe to RSS Feed Follow me on Twitter!