12 de junho de 2014


A morte nunca foi novidade, morrer é uma certeza absoluta da vida, um nascimento pode até ser impedido por um abordo ou simplesmente a morte da criança na barriga da mãe, mas a morte é inevitável, exceto no caso dos cristãos fieis que estiverem vivos quando Jesus voltar, pois estes serão transladados com o Senhor, mas enquanto isso não acontece a morte é o caminho de todos os mortais.

A morte é inevitável e surpreendente, não escolhe classe social, nem hora e muito menos o momento, ela vem pra todos e no momento em que menos se espera, por isso devemos estar permanentemente preparados para morrer.

Essa preparação não significa estar consciente disso psicologicamente, mas quer dizer que a sua alma deve estar salva quando você morrer, pois quando morremos, morre o corpo físico, a alma é eterna e por ser eterna viverá eternamente com Deus se for salva, ou eternamente no inferno com os demônios se não for salva.

Ao contrário do que muitos acreditam e outros erroneamente ensinam a salvação da alma não depende de Deus, pois Deus já fez a sua parte quando entregou Seu Filho Unigênito à morte e morte de cruz em favor dos nossos pecados, pelo seu preciosíssimo sangue somos lavados das injustiças, mas isso, quando aceitamos o seu sacrifício, isto é, quando cremos em Jesus, praticamos Sua palavra e O fazemos nosso único e suficiente Senhor e Salvador.

Quando se é fiel a Deus e no seu íntimo você tem a absoluta convicção da salvação da sua alma, a morte não amedronta, não preocupa e muito menos ainda causa dor, pois para os nascidos de Deus a morte é um privilégio, pois sabem com quem vão e pra onde vão, a saber, serão levados pelos anjos de Deus ao Reino de Deus.

Chegou o dia em que o mendigo morreu, e os anjos o levaram para junto de Abraão. Lucas 16.22

Porque para mim o viver é Cristo e o morrer é lucro. Filipenses 1.21

Na fé. Sempre!
Pastor Régis Castro
Categories: , , ,

0 comentários:

Postar um comentário

Subscribe to RSS Feed Follow me on Twitter!