28 de maio de 2014


O passado é semelhante a um ferimento e alguns acontecimentos são como ferimentos mais graves, que machucam, doem e deixam marcas horríveis, cicatrizes que serão levadas por toda a vida, pois é impossível eliminar o passado da nossa vida.

Devemos, porém, olhar pra frente, estabelecer metas e persegui-las, ignorar os ferimentos e deixar que o passado nos sirva apenas de 2 modos.

Primeiro: Para não cometermos os mesmos erros e;

Segundo: Para ajudarmos outras pessoas que estejam a passar pelo mesmo que passamos, através da experiência que adquirimos.

Caso contrário, quando temos o passado vivo na nossa memória e sempre estamos a relembrá-lo, é como coçar feridas que estavam quase saradas, terá que começar de novo o processo de cura e cicatrização, e enquanto você coçar as mesmas feridas, estas nunca sararão.

Dessa forma, vem o pior mal que o passado pode causar a uma pessoa, torná-la em ruínas, pessoas vazias, acomodadas, tristes e trancadas para a própria felicidade que com o passar do tempo se deterioram cada vez mais.


Sabendo disso, Deus deseja que você O busque e leve a Ele todo o seu sofrimento, para que então Ele possa mudar a sua vida e libertá-lo (a) de todas as algemas do passado, pois Deus é Aquele que faz novas todas as coisas - Apocalipse 21.5 - e restarão apenas as cicatrizes, mas os ferimentos serão de todo curados.

Na fé. Sempre!
Pastor Régis Castro
Categories: ,

0 comentários:

Postar um comentário

Subscribe to RSS Feed Follow me on Twitter!