24 de março de 2014


Todos nós estamos sujeitos a uma coisa em peculiar! Temos um cérebro para raciocinarmos e um coração para sentirmos, o cérebro diz respeito à razão, o coração aos sentimentos, por isso, estamos sempre sujeitos ao fracasso e fracassos não é um karma, sina ou destino, muito pelo contrário ele sempre deriva das escolhas erradas que fazemos, e, diga-se de passagem, sempre erramos quando ouvimos e agimos pela voz do coração.

Em todos os momentos da nossa vida, sempre teremos duas opções a escolher, ouvir a voz do coração, ou seja, os sentimentos, ou pensar e agir de acordo com a razão. A voz do coração sempre nos impele a agir de acordo com o que se sente, daí a causa dos fracassos consecutivos de muitas pessoas, a Palavra de Deus nos ensina que o coração é desesperadamente corrupto e enganador - Jeremias 17.9 - dessa forma quando agimos de acordo com a voz do coração nos tornamos reféns dos sentimentos e daí surge os fracassados, marasmos e o lado amargo da vida.

Porém, quando raciocinamos e agimos por meio da razão temos a convicção íntima de que tudo correrá bem, pois agimos de acordo com aquilo que nos trará benefícios.

Quando uma pessoa é refém dos sentimentos ela até sabe o que deve ser feito e o que é melhor para si, porém como não SENTE forças para executar o que têm que ser feito acaba cedendo aos sentimentos que sempre são mais fáceis e menos dolorosos, contudo, o amargo do fel virá depois.

Uma pessoa inteligente ignora os sentimentos, ou seja, a voz do coração e toma as suas decisões de acordo com a razão, com a inteligência e jamais por meio do que sente. Foi exatamente por este motivo que Deus no ordenou:

Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as fontes da vida. Provérbios 4.23

Na fé, Sempre!
Pastor Régis Castro
Categories: ,

0 comentários:

Postar um comentário

Subscribe to RSS Feed Follow me on Twitter!