6 de fevereiro de 2014

Diariamente com quantos mortos vivos você acaba se deparando? eles estão nos mais diversos lugares, na escola, na rua, no trabalho ou em um passeio.  Você é capaz de identificá-los?

Não! Não tem nada a ver com os zumbis que você ver nos cinemas. Qualquer pessoa pode tornar-se um morto vivo, desde que ela ignore seus sonhos e não lute em prol de sua realização.

Quando não temos sonhos, metas e/ou objetivos, nós morremos, não de forma física, mas espiritual, pois sem sonhos e sem uma meta bem definida vivemos apenas por viver, não há uma força impulsionadora que nos faça ter prazer em viver e conquistar tudo quanto almejamos.

Esses são os reais mortos vivos que vagueiam e transitam entre nós todos os dias, caminhantes sem uma direção, pessoas sem sonhos, desacreditadas em si próprias, que não creem nas promessas de Deus, ou se creem não as perseguem de modo que venham se materializar em sua vida.

Matá-los só pioraria as coisas. O único modo pelo qual se pode obter a cura para um “morto vivo” que deixou-se abater após serem levados pelas circunstâncias e decidiram desistir de todos os seus objetivos, é a fé.

A fé nos faz crer no impossível e ver o invisível! Mas essa crença não se encontra na religião nem em qualquer outro lugar, ela é um dom de Deus revelado tão somente aos simples e humildes que se submetem à sua palavra.


“A este eu estimo: ao humilde e contrito de espírito, que treme diante da minha palavra.” Isaías 66:2

Portanto, enquanto você não viver a sua vida em favor dos seus sonhos, não terá sentido a vida!

“Eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância.” João 10:10

Na fé, Sempre!
Pastor Régis Castro
Categories:

0 comentários:

Postar um comentário

Subscribe to RSS Feed Follow me on Twitter!