15 de janeiro de 2014



O povo brasileiro herdou, das práticas religiosas dos índios nativos e dos escravos oriundos da África, algumas "religiões" que vieram mais tarde a ser reforçadas com doutrinas espiritualistas, esotéricas e tantas outras que tiveram mestres como Franz Anton Mesmer, Allan Kardec e outros médiuns famosos. Houve, com o decorrer dos séculos, um sincretismo religioso, ou seja, uma mistura curiosa e diabólica de mitologia africana, indígena brasileira, espiritismo e cristianismo, que criou ou favoreceu o desenvolvimento de cultos fetichistas como a umbanda, a quimbanda e o candomblé.

Na realidade, orixás, caboclos e guias, sejam lá quem forem, tenham lá o nome mais bonito, não são deuses. Os exus, os pretos-velhos, os espíritos de crianças, os caboclos ou os "santos" são espíritos malignos sem corpo, ansiando por achar um meio para se expressarem neste mundo, não podendo fazê-lo antes de possuírem um corpo. Por isso, procura o corpo humano, dada a perfeição de funcionamento dos seus sentidos.

Os orixás, caboclos e guias, na realidade, nunca fazem bem em favor do seu "cavalo". Exigem obediência irrestrita e ameaçam de punição aquele que não estiver andando "na linha".


Você, amigo leitor, pode deixar isso de lado e se tornar uma nova criatura. A Bíblia condena todas as práticas da umbanda, do candomblé e do espiritismo de um modo geral. Tanto no Antigo Testamento quanto no Novo, encontramos versículos bíblicos, mostrando a desaprovação de Deus a essas práticas enganosas e diabólicas:

"Com deuses estranhos o provocaram a zelos, com abominações o irritaram. Sacrifícios ofereceram aos demônios, não a Deus; a deuses que não conheceram, novos deuses que vieram há pouco, dos quais não se estremeceram seus pais. Olvidaste a Rocha que te gerou; e te esqueceste do Deus que te deu o ser." Deuteronômio 32.16 -18

"Estes sinais hão de acompanhar aqueles que creem: em meu nome, expelirão demônios..." Marcos 16.17

"Então, regressaram os setenta, possuídos de alegria, dizendo: Senhor, os próprios demônios se nos submetem pelo teu nome!" Lucas 10.17

"Queimou seus filhos como oferta no vale do filho de Hinom, adivinhava pelas nuvens, era agoureiro, praticava feitiçarias, tratava com necromantes e feiticeiros e prosseguiu em fazer o que era mau perante o Senhor, para o provocar à ira." 2 Crônicas 33.6

Se você, meu amigo leitor, crê em Deus e em Jesus Cristo e pratica qualquer forma de consulta aos mortos ou adoração a "deuses" com nomes de orixás, caboclos, pretos-velhos e guias; se você presta culto ou oferece sangue e sacrifícios a entidades, atenda à voz de Deus e nunca mais pratique essas coisas.

Você foi criado à imagem e semelhança de Deus para servir só a Ele. Tenha apenas Jesus Cristo como seu protetor ou guia. Tome uma atitude de fé e coragem: renuncie a tudo isso e volte-se para Deus. Participe de uma reunião de libertação em nossas igrejas e o Senhor Jesus Cristo o libertará dessas práticas condenadas por Deus, as quais nada têm de religião. Em muitos casos não passam de engodo e fingimento, para tirar o seu dinheiro, a sua saúde e a sua paz, sem nada dar em troca. Vamos, meu amigo leitor; levante-se, saia do lodo em que se encontra e venha para a maravilhosa companhia de Jesus. Junte-se a milhares de pessoas que foram alcançadas pela mão misericordiosa de Cristo, as quais agora estão anunciando a verdade.

"E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará" João 8.32

Por Bispo Edir Macedo
Autor do Best-seller "Orixás, Caboclos & Guias, deuses ou demônios?"
Categories:

0 comentários:

Postar um comentário

Subscribe to RSS Feed Follow me on Twitter!